sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Filhós


1 de Dezembro  é para muitos a abertura oficial da época natalícia. Eu enquadro-me neste  grupo. A casa veste-se com as cores do Natal, o pinheiro e o presépio passam a ornamentar graciosamente a sala de jantar, canções de Natal fazem-se ouvir alegremente e na cozinha chegam os primeiros aromas tradicionais da Consoada. Foi assim que munida do espírito da quadra, fiz as minhas primeiras filhós desta época, receita que vi na Cozinha Regional e que quis experimentar. Souberam-nos deliciosamente a Natal.

Ingredientes 8 pessoas
·        750 g de farinha
·        1 colher (chá) de sal fino
·        40 g de fermento e padeiro
·        5 colheres (sopa) de leite morno
·        100g de banha
·        3 dl de água morna
·        Farinha para polvilhar
·        Azeite para untar
·        Óleo para fritar
·        Açúcar para polvilhar
·        Canela para polvilhar
Preparação
Deitei a farinha em cima da bancada, fiz-lhe uma cavidade e juntei o sal. Dissolvi o fermento no leite, juntei à farinha, adicionei também a banha e misturei bem. Juntei depois a água aos poucos e mexendo sempre até ficar uma massa macia que se descole da bancada.
Fiz uma bola com a massa, coloquei-a dentro de uma tigela polvilhada com farinha, untei-a com azeite e cobri com um pano deixando levedar até duplicar de volume (cerca de 2 horas).
Levei ao lume um tacho com óleo abundante e deixei-o aquecer bem (é importante o óleo estar bem quente para que a massa abra e forme bolhas). Passei as mãos por azeite, retirei pequenas porções da massa e estendia-as bem com os dedos até ficarem bem fininhas. Deitei-as no óleo, poucas de cada vez, e deixei-as fritar até ficarem bem douradinhas. Retirei, deixei escorrer e servi polvilhado generosamente com açúcar e canela.
Fonte: Cozinha Regional nº25



18 comentários:

Mónica disse...

Querida Isabel, começaste muito bem a época natalícia os filhós ficaram bem douradinhos, uma delícia.

Beijinho e bom fim de semana

Felismina disse...

Gosto muito, vou levar 1,2,3...

Bjs.

NATÉRCIA disse...

Isabel ficaram lindas...um beijinho e um bom fim de semana.

Ginja disse...

Isabel, já cheira a Natal por aqui :) Filhós cá em casa são feitos pela minha avó, ela é um pró nisto!
Um beijinho.

Luisa Alexandra ♥ disse...

Começa mesmo a apetecer este tipo de delícias de Natal!

receitas para a felicidade disse...

Ai o que eu adoro Isabel hummm e então regadinhas com mel uiii

beijinhos e tem um bom fim de semana!!

argas disse...

E que lindas que ficaram!

Ameixinha disse...

Cá em casa não festejamos o Natal mas comemos, como toda gente e adoramos filhoses :)

MissB disse...

Hummmm que douradinhos ficaram! ADOREI! :)

Beijinhos e bom fim-de-semana ^^

Ondina Maria disse...

O meu problema com uma grande parte dos doces de Natal é que são fritos. E como tal até posso provar mas não os consigo comer até ao fim :(

@MAKEPOPULAR disse...

adorei seu blog
e ja estou seguindo pode conferir
me ajuda e me segue tb ?

www.makepopular.blogspot.com

Isabel disse...

Querida Mónica,

esta é a primeira experiência da época, outras lhe seguirão. Ficaram unanimamente aprovadas e farão parte da mesa da consoada! Beijinhos e obrigada.

Felismina,

só 3?? Leva mais linda. Quando vou á tua cozinha, faço o mesmo ;) Beijinhos.

Natércia,

muito obrigada. Um bom fim-de-semana também para ti! :) Beijinhos.

Ginginha,
a minha avô que infelizmente partiu, era especialista nas rabanadas. A minha mãe segui-lhe os passos, pelo que as da consoada são sempre feitas por ela e toda a gente adora! Beijinhos e muito obrigada!

Luisa,
quando a travessa começa a ficar vazia, vê-se o quanto as pessoas estão desejosas das iguarias de Natal ;) Beijinhos e obrigada.

Mariana,
regadinhas com mel ainda não experimentei, mas realmente deve ficar gulosamente delicioso! Beijinhos e obrigada.

Querida Argas,
Muito obrigada! Ficaram bem polvilhadas de açúcar, mas eu sou uma gulosa sem remédio!! beijinhos.

Ameixinha,
o simples facto de estar todos os que amamos reunidos, já é uma festa! E se houver iguarias preparadas carinhosamente para partilhar e muito Amor, o Natal acontece! Beijinhos grandes e Obrigada.

Miss B,
muito obrigada. Também adorámos! Beijinhos.

Ondina,
não sei se é por uma questão de saúde que evitas fritos ou se é mesmo por não gostares. Eu evito no dia-a-dia, mas de vez em quando, cometemos uns pecaditos e sabem-nos tão bem!! Compensa-se depois com mais contenção e exercício ;) Beijinhos e obrigada.

Makepopular,
muito obrigada. Beijinhos.

Bom fim-de-semana a todos!

Bombom disse...

Estas são à moda da minha aldeia, lá na Beira Baixa, distrito de Castelo Branco! A minha visícula não me deixa comer as que eu desejaria, mas quando as apanho não lhes resisto! Uma vai de certeza!
Estou fascinada porque agora já posso comentar aqui! Que pena outros blogs de que tanto gosto (Gasparzinha, Tuquinha, Laranjinha, e outras "inhas" queridas )não mudarem para este sistema! Desejo-lhe tudo de bom. Bjs. Bombom

Gina disse...

Arrisquei-me a experimentar um filhós de abóbora há alguns anos.
O duro é comer pouco...rs!
É uma delícia, apesar de ser fritura, não?
Bjs.

RUTE disse...

Até eu fiquei impregnada do espirito natalicio só de vir cheirar as filhoses. Prefiro 1000x o espirito de Natal ao cheiro a fritos que tenho alguma dificuldade em tolerar.

Na minha familia também temos a tradição de filhoses de abóbora. Um receitinha da minha avó que já cheguei a confeccionar cá em casa.

Mas para evitar o odor a fritos, coloquei uma placa electrica em cima duma mesa na varanda, e fui fritar filhós ao ar livre :)

Prefiro comê-las a confeccioná-las. Por isso deixo a tradição manter-se: a avó faz, eu como, ah ah ah.
Beijinhos natalicios.
Rute

Duxa disse...

Que lindas Isabel, sou uma apreciadora dos fritos de Natal.
Este ano ainda não fiz o meu pequeno ensaio nos fritos, apenas fiz bolo rei, mas confesso que vontade não me falta;)
Um beijinho.

Isabel disse...

Gina :)
Pois também tive dificuldades em parar de comer estas, o que só aconteceu mesmo, quando já não havia mais nenhuma para continuar :) O problema mesmo é o facto de serem fritos, mas como no dia-a-dia, eu tento evita-los, desforro-me nos dias em que fujo à disciplina!! Ando curiosa para experimentar as filhós de abóbora, devem ser uma maravilha!
Um grande beijinho e uma boa semana! Obrigada pela visita.

Rute,
é impossível não estar sempre impregnada de espírito natalício quando se está ao teu lado, pois parece-me que contigo, Natal é todos os dias :) Também não gosto dos cheiros a fritos que ficam pela casa, mas como a contrapartida é compensadora, faço esse pequeno sacrifício. Claro que ainda não tive a habilidade de pôr placa eléctrica lá fora para contornar o problema, mulher determinada!!! Mas acho que deixar as filhoses de abóbora por conta da querida avó, é muito inteligente!! Aqui em casa, são as rabanadas que ficam ao cuidado da minha mãe que as faz deliciosas e lindas!
Um grande beijinho e muito obrigada linda Amiga.

Duxinha,
aguardo a publicação dos teus ensaios e sei já à partida que muitos deles serão também ensaios aprovadíssimos meus, como sempre!! ;)
Beijinhos e Obrigada.

Boa semana a todos!

Renata disse...

Que delícia deve ser este petisco tão Natalino! Não conhecia, mas já vai para minha lista :)
Obrigada pela visita em meu blog e pelo carinhoso comentário.